Gestão Financeira para advogados: guia completo

Gestão Financeira para advogados: guia completo

A gestão financeira para advogados é algo visto superficialmente na faculdade de Direito. E dessa forma, quando o profissional inicia sua prática, se depara com uma série de desafios que não imaginava.

Ou seja, além de conhecer detalhadamente as áreas do Direito e as mudanças na legislação, ele também terá que ter noções sobre gestão financeira. Caso contrário, poderá ter sérios problemas com o futuro do seu escritório.

E quando falamos em gestão financeira para advogados, ela vai além de apenas saber quanto ganha e quanto gasta. Há vários pormenores envolvidos e que precisam de toda a atenção do profissional.

No artigo abaixo, preparamos um guia completo para que o advogado saiba mais sobre gestão financeira. Confira!

Qual a importância da gestão financeira?

A gestão financeira para advogados é obrigatória para os profissionais que se preocupam com o futuro do seu negócio. Nela, mais que acompanhar as movimentações diárias e em curto prazo, é preciso realizar projeções e traçar metas financeiras rumo ao crescimento.

Na verdade, a gestão financeira é importante em qualquer tipo de empresa. Mas em mercados muito mais competitivos, como no Direito, ela se torna o diferencial que separa escritórios comuns dos escritórios renomados.

E diante de um mercado com mais de 1,2 milhão de advogados registrados na OAB, dos quais quase 70% se concentram nas regiões Sul e Sudeste do país, se diferenciar pode ser algo muito importante.

Leia também::: Saiba como pagar menos impostos na sua empresa?

Guia para a gestão financeira para advogados

Então, se você é advogado, jamais pode deixar de lado a gestão financeira do seu escritório. Para isso, o ideal é seguir os seguintes passos:

Sua situação atual

O primeiro passo, claro, é saber onde você está neste momento. Qual sua situação financeira atual.  

Para isso, reúna os principais demonstrativos financeiros, como o balanço patrimonial, DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) e relatório do fluxo de caixa. 

São esses dados que vão indicar se você tem lucro ou prejuízo, além de saber quais são os recursos financeiros disponíveis para investimentos.

Metas e objetivos

Outra parte importante quando se fala em gestão financeira é o estabelecimento de metas e objetivos. É saber onde você quer chegar em curto, médio e longo prazo.

Por exemplo, você precisa saber se quer expandir seu escritório? Lucrar mais com os contratos? Reduzir custos e aumentar honorários? Ter as respostas, e estabelecer metas e objetivos, é essencial.

Fique atento ao capital de giro

Você pode achar que capital de giro é um termo usado apenas em comércios. E se pensa assim, está redondamente enganado! 

Em geral, os processos de um escritório de advocacia nem sempre dão retorno imediato, seja pela burocracia do Judiciário, seja pela demora dos processos. O fato é que, enquanto o dinheiro não entra, você precisa ter dinheiro para sustentar o escritório. É aí que entra o capital de giro.

Faça projeções

Gestão financeira para advogados requer também a projeção financeira, analisando os mais variados cenários. Você precisa avaliar vendas, receitas, fluxo de caixa, entre outros.

O ideal é ter sempre uma projeção mais otimista e outra pessimista, considerando sempre as possíveis variações do mercado nos mais diferentes cenários. 

Assim, você consegue analisar os riscos e oportunidades, adequando sua gestão financeira à realidade do seu escritório.

Analise as métricas

E gestão financeira também requer acompanhamento das métricas. É preciso estar atento às movimentações, acompanhar o fluxo de caixa, fazer a conciliação bancária, e ter certeza de que está no caminho certo.

Além disso, ao analisar as métricas financeiras, é mais fácil saber se a rota precisa ser corrigida, se há detalhes que passaram batido, e qual a hora de investir ou segurar.

Leia também::: Receita e Lucro: Entenda a diferença e o impacto a empresa

Conte com apoio profissional

Como você viu, a gestão financeira é parte fundamental para qualquer escritório de advocacia. O problema é que nem sempre o profissional tem o tempo ou o conhecimento necessário para um tema tão complexo.

E contratar alguém exclusivamente para cuidar da gestão financeira nem sempre é a melhor opção. Afinal, um profissional especialista na área tem um alto salário envolvido, o que pode comprometer as finanças do seu escritório.

A solução é a terceirização da Gestão Financeira. Dessa forma, você passa a contar com uma equipe profissional cuidando das finanças do seu escritório, enquanto você dedica sua atenção aos processos e à busca de novos clientes.

Aqui na ContabilizaRIO somos especialistas em Gestão Financeira, permitindo que você tenha mais liberdade para empreender e menos esforço para crescer.

Para conhecer nossos serviços de gestão financeira para advogados, é só entrar em contato e falar com nossos consultores

Comentários