Minha empresa está no vermelho, o que devo fazer?

Minha empresa está no vermelho, o que devo fazer?

Ter a empresa no vermelho, é uma situação muito difícil de se lidar para qualquer empreendedor. A empresa pode ter chegado neste ponto, decorrente de vários fatores. 

Um deles é a má administração do capital, má gestão do estoque, falta de planejamento e muitas outras ações não pensadas previamente. 

Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre os anos 2014 e 2018, no país foram fechados cerca de 382,5 mil estabelecimentos. 

Para tirar a empresa do vermelho é preciso algumas ações focadas na parte financeira e pensando em te ajudar, separamos um conteúdo com dicas valiosas para você. 

Vamos lá!

Analise o fluxo de caixa da empresa todos os dias

Quando se fala de empresa, o termo “Fluxo de caixa” é sempre muito presente e fundamental para qualquer gestor. E para quem busca sair do vermelho o controle e o conhecimento completo é muito importante. 

Mas afinal, o que é fluxo de caixa? 

É basicamente, uma ferramenta de controle, com ele é possível analisar onde foram gastos os recursos da empresa, podendo realizar análises da empresa, e assim tendo um balanço correto. 

No caixa, ficam registradas todas as movimentações, entradas de clientes, investimentos, pagamentos e compras. 

Pra que serve? 

Com o fluxo de caixa sendo registrado diariamente, é possível verificar todo o registro e ter uma avaliação correta de como está a situação financeira da empresa, e com algumas estratégias evitar que o caixa fique no vermelho. Sobre isso, veremos mais a seguir. 

Analise o fluxo de caixa da empresa todos os dias

Com a verificação sendo realizada com uma frequência maior, você pode ver mais de perto, e de forma mais detalhada onde estão as entradas e saídas. 

Em casos de que os dados não estiverem batendo, fica muito mais fácil de encontrar os erros e corrigi-los. Com isso é possível que os prejuízos sejam muito menores. 

Além disso, realizando o fluxo de caixa diário, é possível planejar melhor os investimentos a longo prazo. Buscando alcançar os objetivos de crescimento desejado, e assim, expandir seus negócios. 

Corte gastos desnecessários ou supérfluos

Quando se fala de vida financeira, e com o cuidado de gastos é sempre muito comum mencionar o corte de gastos que seja desnecessário ou supérfluo. 

Mas antes de realizar qualquer corte, vamos descobrir o que seriam estes gastos e assim, ver qual a melhor forma de realizar estes ajustes no orçamento. 

O que são gastos desnecessários ou supérfluos? 

Os gastos desnecessários ou supérfluos, são aqueles que ao realizar uma análise da sua real importância, podem ser facilmente dispensados. Sem levar em conta o valor, e sim a necessidade de compra. 

Como identificar os gastos desnecessários ou supérfluos? 

Nem sempre é fácil fazer uma lista do que é um gasto desnecessário ou supérfluo. 

Uma forma que pode tornar mais simples na hora de tomar as decisões é dividir por categorias, como marketing e publicidade, produtos internacionais, produtos por assinatura, papel de impressão, copos descartáveis, energia elétrica e água. 

Repense o orçamento

Uma das causas, da empresa estar no vermelho é a diminuição do faturamento, por isso, ao repensar seus gastos, é fundamental que o orçamento seja avaliado. 

Calcule o valor que pode ser gasto por sua empresa, de acordo com o que tem recebido atualmente. 

Verifique também o planejamento financeiro, é fundamental analisar os gastos a curto, médio e longo prazo, para que nada saia do orçamento. 

Acompanhe os indicadores do seu negócio 

Para que nada saia do seu controle, de acordo com o que foi planejado anteriormente  é necessário que seja realizado um acompanhamento frequente. Além disso, caso algo saia do controle, quanto antes verificado e resolvido, menor também será o prejuízo. 

Defina indicadores 

Antes de buscar por resultados e dados, é muito importante você saber quais informações precisa ter conhecimento. Estes dados precisam estar 100% alinhados com o planejamento. 

Para facilitar, separamos 10 indicadores financeiros que são fundamentais para qualquer empresa, seja ela pequena ou grande, que esteja iniciando ou a muitos anos no mercado. 

  1. Receita bruta
  2. Receita líquida
  3. Custo fixo 
  4. Custo variável 
  5. Lucro bruto 
  6. Lucro líquido 
  7. Lucratividade 
  8. Inadimplência 
  9. Grau de endividamento 
  10. Ticket médio

Faça reuniões frequentes 

Com todos os indicadores que você pretende acompanhar, tenha também sua equipe alinhada e ciente de todos os relatórios e informações que são retiradas destes acompanhamento. 

Reuniões de apresentação de estratégias podem garantir que sua empresa saia do vermelho e ainda o sucesso de seus negócios. 

Você pode agendar com uma frequência semanal, quinzenal ou mensal, e com certeza acompanha diariamente os resultados. 

Os benefícios do monitoramento 

Ao longo deste conteúdo, você já tem visto os inúmeros benefícios de acompanhar a saúde financeira de sua empresa. Mas, nós separamos mais alguns benefícios que são indispensáveis. 

  • Demonstra quais objetivos está sendo alcançado 
  • Aumenta a transparência de informações 
  • Melhora a produtividade
  • É parte fundamental nas tomadas de decisões

Separe as dívidas pessoais das empresariais

Para o bom funcionamento e organização de sua empresa, vida pessoal e vida profissional devem ser separadas por isso, confira como realizar esta divisão  

Tenha suas finanças organizadas

Para começar a separar suas dívidas pessoais das empresariais, é muito importante ter controle financeiro. Ter rotinas bem definidas como empresário também é fundamental para a melhor organização de contas. 

Não pague contas pessoais com o dinheiro da empresa 

A rotina de reuniões, atendimento a clientes, orçamentos e demais demandas, acaba tomando muito tempo. 

E nesta correria, sem perceber pode acontecer que suas despesas sejam pagas com o dinheiro da empresa. 

Este pode ser um motivo de endividamento, por isso, a separação de despesas deve ser muito clara e organizada. 

Defina o Pró labore para os sócios

Muitas vezes, um dos problemas que pode levar uma empresa à falência é a retirada de dinheiro por parte dos sócios, sem controle e sem registro. 

Por isso, para manter a saúde financeira de sua empresa, estabeleça o valor mensal para o pagamento de pró-labore. 

Já que se não for estabelecido, todo o lucro da empresa pode estar indo direto para  os sócios e o investimento da empresa pode ser comprometido e até mesmo deixar o saldo negativo 

Crie reservas pessoais e empresariais 

Imprevistos podem acontecer, seja na vida profissional ou pessoal. Para que não ocorram maiores prejuízos, ter sempre de forma planejada uma reserva, com certeza vai ajudar e colocar sua vida financeira ou da empresa em ordem. 

Por isso, preze por estabelecer uma reserva financeira, poupança ou qualquer outra forma de rendimento, que possa recorrer em alguma situação. 

Gostou do nosso conteúdo de como tirar sua empresa do vermelho? Conte com nossa equipe para te ajudar a melhorar os resultados de sua empresa, sair do vermelho e alavancar a lucratividade de seus negócios. 

Conte com apoio para tirar sua empresa do vermelho 

A Contabiliza Rio conta com uma equipe especializada para dar todo o suporte necessário, sanar dúvidas e dar os melhores resultados para sua empresa. 

Além disso, toda a burocracia, monitoramento, bem como gestão de contas pode ser realizada por nós. E você pode ter tranquilidade para administrar seus negócios. 

Acompanhe nossas redes sociais, e nosso blog, onde você sempre vai encontrar novas dicas e informações relevantes para sua empresa. 

Comentários