Como abrir uma clínica médica no Rio de Janeiro?

Como abrir uma clínica médica no Rio de Janeiro?

Todo profissional recém-formado pensa em como abrir uma clínica médica no Rio de Janeiro. Afinal de contas, essa seria a materialização de um sonho acalentado durante todos os anos de graduação e residência médica. E com todo o potencial que o Rio oferece, é praticamente certo o sucesso do empreendimento.

Porém, como todo novo negócio, é necessário muita cautela e planejamento. Isso porque, conforme dados do Sebrae, uma em cada quatro novas empresas fecham antes de completar o segundo ano de vida. Entre os motivos que levam ao fim precoce estão a falta de um planejamento estratégico, a falta de conhecimento de mercado, e a dificuldade de planejar e executar ações de marketing, especialmente as que envolvem o meio digital.

Por isso, para você que quer saber como abrir uma clínica médica no Rio de Janeiro, recomendamos a leitura deste artigo que preparamos. Confira e tire suas dúvidas!

Como abrir uma clínica médica no Rio de Janeiro?

O primeiro passo ao se abrir um negócio é buscar ajuda de um profissional contábil. Ele poderá lhe ajudar com toda a burocracia que envolve a formalização da empresa, auxiliará na escolha do melhor regime tributário, e cuidará da documentação necessária para o processo.

É importante que o profissional saiba que a abertura de clínica médica no Rio de Janeiro requer alguns procedimentos, como:

  • Elaboração de um contrato social
  • Registro do Contrato Social da empresa no órgão competente
  • Emissão do CNPJ da clínica médica
  • Obtenção de alvará de funcionamento
  • Licença da Vigilância Sanitária
  • Registro da clínica médica na Prefeitura do Rio de Janeiro
  • Registro da clínica médica no órgão de classe (Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro)

A parte burocrática é um momento importante para quem quer saber como abrir uma clínica médica, e deixar de lado qualquer uma das exigências, ou mesmo não dar a devida atenção ao processo, pode ser um grande erro.

Definição do regime tributário

Outro ponto que merece atenção é a escolha pelo regime tributário da sua clínica médica. Fazer a escolha certa neste momento pode ser um diferencial competitivo, ao você pagar menos impostos e ter maior fôlego frente à concorrência.

Aqui novamente entra em cena a importância de um contador especialista na área médica. Ele poderá analisar seu negócio, e com base em dados, e indicar qual a melhor opção. Atualmente, é possível escolher entre três modelos: Simples, Lucro Presumido e Lucro Real.

Cada um tem suas particularidades e, entre os pontos considerados, estão o faturamento que sua clínica terá. Optar por um regime tributário que não retrata exatamente seu negócio pode ser um grande erro, fazendo com que você pague impostos além do necessário. Já o contrário — deixar de pagar alguns deles — pode ser também um grande erro e que pode trazer severas consequências.

Logo, com o auxílio de um escritório de contabilidade especializado na área médica, tais erros são zerados, além de permitir que você possa se focar apenas em seu negócio, enquanto o profissional contábil cuida da parte burocrática e fiscal da sua clínica médica.

Como abrir clínica no RJ: quanto custa?

Além dos gastos para a abertura da clínica médica no Rio de Janeiro com a parte burocrática e legal, é necessário estar atento também a outros custos que envolvem o processo, principalmente aqueles ligados à estrutura do seu negócio.

Por isso, seu planejamento deve contar com os custos fixos, como gastos com aluguel, contas de água e energia elétrica, folha de pagamento dos funcionários, telefone, software de gerenciamento, entre outros. 

Lembre-se ainda que você precisará mobiliar e equipar sua clínica com itens necessários para prestar o melhor atendimento. Afinal de contas, de nada adiantará você ter uma clínica médica se não puder realizar simples atendimentos. 

Desta forma, elenque em seu planejamento itens como:

  • Custos com estrutura física 
  • Equipamentos médico-hospitalares;
  • Estoques de material médicos e de consumo
  • Móveis administrativos e hospitalares
  • Equipamentos de informática
  • Softwares de gerenciamento
  • E capital de giro

Com tais informações, é possível determinar quanto você realmente precisará para abrir sua clínica médica, determinar como conseguirá os recursos — se de reserva financeira, financiamento ou aporte de algum sócio —, além de prever um plano de expansão e ampliação do seu negócio.

Atendimento e fidelização dos pacientes

Ainda antes de você abrir sua clínica médica, você precisará entender melhor o mercado em sua área ou região, e precificar seus serviços. Para isso, vários fatores precisam ser considerados, para que você seja competitivo ao mesmo tempo que tem lucro para manutenção do negócio.

Você ainda precisará montar uma equipe qualificada para o atendimento, que deverá contar com ao menos um médico especialista nas áreas que serão ofertadas, um administrador, uma ou duas pessoas para atuar na recepção e agendamento, um técnico de enfermagem ou um enfermeiro, e ainda alguém responsável pelos serviços gerais.

Como você deve se lembrar, lá no início falamos ainda sobre como a falta de estratégia de marketing é responsável pelo fim precoce de novas empresas. Logo, você deverá contar ainda com um bom parceiro na área, que tenha o conhecimento técnico necessário para colocar sua clínica médica em evidência e permitindo que cada vez mais clientes cheguem até você.

E aí? Já sabe agora como abrir uma clínica médica no Rio de Janeiro? Viu que é um processo burocrático e que exige planejamento para que tudo dê certo. Outro ponto fundamental para o sucesso do negócio é a fidelização dos clientes. Sobre esse tema, preparamos um artigo bem específico sobre o assunto. Confira e saiba como fazer seu negócio prosperar!

Comentários