Um consultório nada mais é do que uma pequena empresa e, como tal, deve ter controle financeiro profissional para que tudo possa ser acompanhado. Para garantir eficiência, transparência e confiabilidade, o ideal é contratar empresas especializadas em fazer o fluxo de caixa para clínicas médicas.

Afinal de contas, fazer a contabilidade da empresa é uma tarefa que exige tempo, dedicação e conhecimento. Como o profissional da área médica deve se dedicar naquilo que realmente sabe fazer — que é cuidar da saúde das pessoas —, terceirizar a área contábil e financeira pode ser a melhor solução para que nenhum problema no fluxo de caixa aconteça.

Para você compreender como organizar o fluxo de caixa em sua clínica, preparamos este artigo com dicas essenciais para seu dia a dia. Confira!

Separe o pessoal do profissional

Pode parecer simples, mas bom fluxo de caixa precisa ser feito com muito profissionalismo e atenção, para evitar qualquer tipo de furo nas finanças do consultório médico. Toda entrada e saída de recursos deve ser controlada, garantindo informações precisas e permitindo que o gestor tenha total conhecimento se o seu negócio está realmente dando lucro.

Uma necessidade primordial é separar as contas particulares das empresariais e, neste sentido, uma conta jurídica deve ser aberta para controlar todas as movimentações financeiras da clínica médica. Desta forma, você também terá melhor controle de suas finanças pessoais.

A abertura de contas PJ nos dias atuais tornou-se ainda mais simples. Com o surgimento das fintechs — os chamados bancos eletrônicos como Banco Inter, Nubank, Neon, Next, entre outros — o processo pode ser feito até mesmo pelo smartphone.

Por isso, considere esta como uma das primeiras ações a tomar para que o fluxo de caixa possa ser organizado.

Conheça quais os custos

Uma maneira de organizar o fluxo de caixa de sua clínica médica é também compreender quais são os custos que ela possui. Quais os valores com aluguel, água, luz, telefone/internet, folha de pagamento, materiais, impostos entre outros, deve ser de domínio do gestor para que ele saiba quanto custa manter sua clínica médica aberta.

Com tais números, fica muito mais fácil compreender quais áreas apresentam maior custo e onde é possível se economizar.

Contas a pagar e a receber

Separar as contas a pagar e a receber é outra forma de organização do fluxo de caixa para clínicas médicas. Para isso, os dados podem ser organizados em planilhas, que permitirão ter uma visão mais completa das previsões orçamentárias e dos gastos previstos, o que garante saber quais são as possibilidades financeiras da clínica.

Por meio deste controle você também terá condições de medir onde estão os maiores custos, sabendo se os investimentos estão sendo bem feitos e estão dando o retorno necessário, além de evitar atrasar qualquer pagamento, que incorre o pagamento de juros não previstos.

Conte com uma parceria profissional

Como você viu, organizar o fluxo de caixa nas clínicas médicas é fundamental, mas não é uma das tarefas mais simples, e além disso, nem sempre os médicos possuem o tempo necessário para cuidar da área financeira.

Por isso, o mais indicado é contratar uma contabilidade para médicos que seja especialista. A ContabilizaRio conta com toda a expertise necessária para organizar o fluxo de caixa para clínicas médicas.

Além disso, é parceira da ContaAzul — a principal plataforma financeira para pequenas e médias empresas do Brasil

Por isso, entre em contato agora mesmo com a ContabilizaRio e tenha uma gestão de fluxo de caixa feita por profissionais. Cuide também da saúde financeira da sua clínica médica! Estamos te esperando!